Ouça agora na Rádio

6 em cada 10 afirmam que rádio é “extremamente ou algo confiável” quando o assunto é vacina

Tudo Rádio

tudo rádio

Postado em 31/05/2021 por

Compartilhe agora

Um levantamento realizado nos Estados Unidos reforça o papel importante que uma mídia de massa como o rádio tem na prestação de serviço

Um estudo realizado pela Horizon Media apontou que 60% dos norte-americanos com 18 anos ou mais afirmaram que o rádio é “extremamente ou algo confiável” quando o veículo presta informações sobre o coronavírus e os imunizantes. Para se ter uma referência dessa credibilidade, o percentual é consideravelmente mais alto do que qualquer plataforma digital. Acompanhe:

Os maiores percentuais foram observados nas opções “transmissão de notícias locais” (68%), “transmissão de notícias nacionais” (65%), impresso (63%) e o rádio, com 60% no levantamento da Horizon Media. Ou seja, os principais veículos de massa contam com uma forte credibilidade nos Estados Unidos, com destaque para o tema “covid-19 e vacinação”. As notícias via TV a cabo aparecem próximas dessa faixa percentual, com 57%.

O formato on-line mais confiável são as plataformas digitais de notícias, como portais voltados ao jornalismo, com 56%. Já os podcasts e o áudio on-line em geral aparecem abaixo dos 50%, com 44%. Por fim, confirmando um panorama já visto em outros levantamentos, as mídias sociais aparecem como as plataformas menos confiáveis entre aquelas pesquisadas, com 34%.

Recortes por grupos

O levantamento da Horizon Media conta com alguns recortes interessantes, tentando dar um mapa mais fiel sobre uma sociedade que anda dividida entre os temas relacionados à covid-19 e à vacinação. Na média entre todos os canais, a confiança nas informações é 2.5 vezes maior entre os entrevistados pró-vacinação, isso na comparação com aqueles que são hesitantes sobre o tema. E, num recorte político, o percentual é 1.6 x maior de confiança entre aqueles que declaram ter afinidade com o partido Democratas, em relação aos que se dizem Republicanos.

O recorte por idade também conta com diferença. Os entrevistados entre 18 e 34 anos confiam mais nas informações veiculadas por meios como o rádio do que aqueles acima dos 35.

Confiança em marcas

Ainda sobre o levantamento da Horizon Media, mais da metade dos entrevistados citaram as marcas como uma fonte confiável (54%), com destaque para aquelas relacionadas à área de saúde, estas que contam com um alto nível de confiança.

Já aquelas categorizadas como “marcas de necessidade” (mercearia, seguro saúde, bancos) são vistas como confiáveis, enquanto marcas discricionárias mais distantes do dia a dia (vida noturna, eventos culturais) são consideradas menos influentes pelos entrevistados.

Por fim, empresas que aderem a movimentos que incentivam a vacinação podem ter um aumento positivo na percepção de seus nomes e na intenção de compra de seus produtos e serviços, conforme informação do levantamento da Horizon Media.

Análise: Isso significa…

Os Estados Unidos não contam com uma cultura vacinal igual a do Brasil, onde costumeiramente a adesão às campanhas de vacinação tendem a contar com grande abrangência entre a população. E, assim como no cenário brasileiro, à uma polarização política sobre os temas relacionados à saúde (covid-19 e assuntos relacionados, como as vacinas).

Mesmo assim, o quadro de momento nos Estados Unidos é mais favorável em relação à vacinação da população, onde já se vislumbra um retorno à normalidade já no segundo semestre. Emissoras de rádio já estão divulgando os Line-ups de festivais musicais. Outros eventos, como os jogos da NBA, já contam com um público significativo nas arenas.

De qualquer forma, desde o início da crise da covid-19, o rádio aparece com boa performance quando o assunto é prestação de serviço sobre a pandemia. Isso no Brasil, nos Estados Unidos e também na Europa. E a credibilidade tende a variar na comparação entre os meios de massa conforme o levantamento a ser analisado, mas sempre registrando um alto nível de confiabilidade perante a população.

Tudo Rádio

Deixe um comentário

Estamos felizes por você ter optado por deixar um comentário. Lembre-se de que os comentários são moderados de acordo com nossa política de comentários.