Ouça agora na Rádio

Ex de Bolsonaro vai à CPI

Divulgação

Postado em 16/09/2021 por

Compartilhe agora

A ex-mulher do presidente trabalha hoje no gabinete da deputada federal Celina Leão (PP-DF) e vive com o filho numa mansão em Brasília

A CPI da Pandemia aprovou ontem a convocação de Ana Cristina Valle, segunda ex-mulher do presidente Jair Bolsonaro e mãe de Jair Renan. Os senadores querem que ela explique sua ligação com Marconny Albernaz de Faria, suposto lobista da Precisa Medicamentos, intermediária da compra suspeita de vacinas indianas pelo Brasil. Na justificativa da convocação os integrantes da CPI dizem que mensagens gravadas indicam tráfico de influência feito por Ana Cristina a pedido de Faria junto à Secretaria Geral da Presidência. (UOL)

A ex-mulher do presidente trabalha hoje no gabinete da deputada federal Celina Leão (PP-DF) e vive com o filho numa mansão em Brasília. Seu nome veio a público recentemente quando seu ex-empregado Marcelo Luiz Nogueira dos Santos a acusou de comandar ao longo de anos o esquema de rachadinhas nos gabinetes dos enteados Flávio e Carlos Bolsonaro na Alerj e na Câmara do Rio, respectivamente. Segundo o colunista Guilherme Amado, Ana Cristina perdeu o controle do esquema após Bolsonaro descobrir que ela teve um caso extraconjungal. (Metrópoles)

Pivô da convocação de Ana Cristina, Marconny Albernaz de Faria prestou depoimento ontem às CPI. Ele negou que atuasse como lobista, mas admitiu que foi procurado pela Precisa. Em dado momento, os senadores apresentaram uma mensagem na qual Faria se referia a um “senador que desataria o nó” no Ministério da Saúde e perguntaram quem era o parlamentar. Ele saiu pela tangente, dizendo não conhecer qualquer senador, para irritação geral. (Poder360)

Bem relacionado com políticos e empresários e anfitrião constante do clã Bolsonaro, saiba quem é Marconny Faria. (Metrópoles)

Falando em pandemia, Jair Bolsonaro mandou avisar que não vai se vacinar para participar da Assembleia Geral das Nações Unidas, em Nova York, tradicionalmente aberta pelo discurso do chefe de Estado brasileiro. Segundo fontes do governo, por se tratar de uma missão oficial, será exigido somente um teste recente de Covid-19, além do uso obrigatório de máscaras. (UOL)

Representantes de nove partidos de oposição se reuniram ontem em Brasília para iniciar o planejamento de manifestações contra o governo Bolsonaro nos dias 2 de outubro e 15 de novembro. PT, PSOL, PC do B, PSB, PDT, Rede, PV, Cidadania e Solidariedade decidiram convidar também para os debates o MBL e outras forças de direita e centro-direita que organizaram atos no último domingo, além de partidos desse campo ideológico. (Folha)

Os deputados aprovaram na noite desta quarta-feira, por 273 votos a favor, 211 contrários e três abstenções a criação de uma quarentena para juízes, integrantes do MP, militares e policiais poderem disputar cargos eletivos. Eles terão de deixar suas funções quatro anos antes do pleito, o que fará a regra valer somente para o pleito de 2026. O tema já havia sido excluído do novo Código Eleitoral, mas voltou graças a uma manobra do presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL). (Globo)

A fórmula usada por Lira foi incluir a quarentena na aglutinação de duas outras emendas, uma sobre candidatura de condenados “sem dolo” e outra liberando outdoors em campanhas. Acontece, como explica Claudio Dantas, que o Regimento Interno da Câmara proíbe que, ao se aglutinarem emendas, sejam incluídos temas que não faziam parte de qualquer uma delas. (Antagonista)

Painel: “O deputado Capitão Augusto (PL-SP), líder da bancada da bala, diz que irá acionar o Supremo Tribunal Federal contra a aprovação da emenda que resgatou a quarentena. ‘Temos que judicializar, não tem cabimento fazer um negócio desse. Era uma matéria vencida e estávamos acompanhando para ver o que iriam armar’, disse.” (Folha)

Pressionado pelo Planalto e por líderes evangélicos, o presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), dá sinais de quando marcará a sabatina de André Mendonça para a vaga no STF: quando tiver a certeza de que o nome do ex-advogado-geral da União será rejeitado. O senador se ressente do tratamento que recebe do Executivo desde que deixou o comando da Casa e conta com a pouca simpatia dos colegas por Mendonça. (Folha)

Mas o lobby evangélico não desiste. Ontem os pastores e bispos se reuniram com Bolsonaro e com o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), e saíram otimistas. Segundo eles, o Planalto não tem um “plano b” para Mendonça. (Poder360)

O segundo de três dias dos painéis Que Estado precisamos?, promovido pelo grupo apartidário Derrubando Muros e co-produzido por Meio e Jota reuniu ontem dois velhos companheiros — os pais do Plano Real, Pérsio Arida (YouTube) e André Lara Resende (YouTube). Pérsio observou que temos uma Constituição que garante direitos essenciais mas que também cedeu a um número grande de lobbies, fixando no texto prioridades do Estado sem prever que elas mudariam com o tempo. “Deveríamos passar uma única emenda desconstitucionalizando toda a política econômica”, ele provocou. Transformar tudo em lei complementar. André, por sua vez, pertence a um novo grupo liberal que desafia a ideia de que todo gasto do Estado para além do crescimento necessariamente vai gerar inflação. Quando for em investimento, seja em infraestrutura que modernize o país ou nas pessoas, ele argumenta que deve ser feito mesmo que ao custo de gerar moeda. O raciocínio não vale para pagar os custos da máquina pública, o que o mantém distante da esquerda tradicional.

O ciclo de painéis se encerra hoje. Às 17h, representando a campanha de Ciro Gomes, virá o economista Nelson Marconi (YouTube). E, às 18h30, pelo PT, o ex-candidato à presidência Fernando Haddad (YouTube).

A edição de sábado do Meio, exclusiva para assinantes premium, vai além de um tema principal e mergulha em outros assuntos como tecnologia, música e literatura. Quer um exemplo? Já falamos do impacto do ano 1959 na história do jazz, dos rituais diários de artistas, do fotógrafo que popularizou o slogan Black is Beautiful, e até mesmo sobre Computação Quântica. É uma edição feita para ser curtida com calma, no fim de semana. Assine você também.

Tech no próximo nível

A Ford anunciou um novo serviço de entrega com carros sem motorista. Em parceria com a rede de supermercados Walmart e a Argo AI, plataforma de sistemas para direção autônoma, as entregas serão realizadas nas cidades americanas de Miami, Austin, Texas e Washington ainda neste ano. O serviço usará carros da Ford equipados com o sistema de direção automática para entregar pedidos do Walmart no dia seguinte ou no mesmo dia da compra dentro de áreas definidas e em núcleos urbanos. (Época NEGÓCIOS)

Tudo ao alcance dos olhos. A fabricante chinesa de smartphone Xiaomi apresentou seus novos óculos inteligentes. A tecnologia é integrada com funcionalidades de um celular, como fazer chamadas, criar rotas no GPS, captura e leitura de mensagens. O primeiro modelo do “Smart Glasses” foi divulgado nesta semana, mas ainda não tem data para ser comercializado. Os óculos inteligentes funcionam de maneira independente, assim como um smartphone, e contam com câmera frontal de 5 MP, telas microLED e um sinalizador luminoso que indica quando ela está funcionando. Além disso, tem microfone integrado capaz de transcrever áudio e traduzi-lo em tempo real. (CNN Brasil)

Meio em vídeo. Com a pandemia da Covid-19, negócios antes estabelecidos nas ruas e shoppings tiveram que se adaptar ao mercado online. Com os novos hábitos de clientes no ambiente digital e a volta aos espaços físicos, a melhor estratégia comercial se encontra no ‘figital’. Pedro Doria, explica no Meio Digital (YouTube).

Viver

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, declarou que há “excesso de vacinas” no país e elogiou o sistema de distribuição do governo. Faltou dizer qual país e qual governo. (G1)

Pois é… Pelo menos seis estados (SP, BA, RS, SC, ES e RN) descartaram antecipar da segunda dose, medida defendida pelo ministério, devido à falta de vacinas, especialmente a AstraZeneca. São Paulo chegou a acionar o STF para receber os imunizantes. (Folha)

A princípio, é uma boa notícia. A média de novos casos de Covid-19 tem recuado 35% no país por semana, mas estados relatam problemas de notificação, que prejudicam a análise mais objetiva da curva. O problema é identificado mais acentuadamente em São Paulo, Bahia e Pernambuco. (Estadão)

Nesta quarta-feira o Brasil registrou 793 mortes por Covid-19, totalizando 588.640 desde o início da pandemia. A média móvel de óbitos em sete dias foi de 597, no terceiro dia consecutivo de alta. (G1)

Foi suspenso mais uma vez o julgamento no STF do marco temporal para demarcação de terras indígenas. Após o relator Edson Fachin votar contra o marco e Nunes Marques votar a favor, o ministro Alexandre Moraes pediu vistas. A tese do marco temporal diz que só podem ser demarcadas terras indígenas que estivessem comprovadamente ocupadas em outubro de 1988, data da promulgação da Constituição. Indígenas alegam que isso impede, por exemplo, a retomada das terras das quais tribos foram expulsas. Não há prazo para que Moraes devolva o processo. (Metrópoles)

Contrário ao fim do marco temporal, Jair Bolsonaro apelou aos ministros do STF para que não derrubem, sob o risco “repercussões catastróficas pra o agronegócio”. Indicado por Bolsonaro para a Corte, Nunes Marques já atendeu. (Globo)

Panelinha no Meio. Vamos combinar, imitações à mesa só se for para fazer rir. No prato nós queremos comida saudável. Por isso prefira sempre manteiga, já que margarina é um produto ultraprocessado. E você pode até fazer sua manteiga caseira se quiser.

Cultura

Nova York é a cidade que nunca dorme, mas nos últimos 18 meses a Big Apple ficou acordada com medo da pandemia. Mas parece ter chegado a hora de retomar o brilho com a volta dos espetáculos da Broadway. O Rei LeãoWicked e Hamilton não são exatamente os primeiros – Bruce Springsteen fez um eletrizante show –, mas por serem blockbusters tradicionais, enfatizam o retorno à normalidade e aumentam o potencial de atrair turistas. (Estadão)

Clint Eastwood faz westerns há tanto tempo que quase achamos que ele realmente viveu no Velho Oeste. E, aos 91 anos, ele volta à sela e à direção em Cry Macho (trailer), destaque nas estreias da semana nos cinemas, um drama sobre um antigo astro de rodeios que precisa cumprir uma promessa ao antigo patrão. Já quem quiser escapismo e violência tem Mate ou Morra (trailer), uma espécie de Feitiço do Tempo com pancadaria no lugar de charme. Mel Gibson e Naomi Watts mostram que já viveram dias melhores. (Folha)

Confira a programação dos cinemas na sua cidade. (Adoro Cinema)

Cotidiano Digital

Missão Inspiration4. O foguete da SpaceX, de propriedade do bilionário Elon Musk, decolou ontem com sucesso para uma viagem histórica ao redor da Terra. O foguete Falcon 9 foi lançado por volta das 21h00 (horário de Brasília) do Kennedy Space Center, em Orlando, na Flórida. A missão foi a primeira viagem composta apenas por civis, sem astronautas, ao espaço. Na espaçonave está o bilionário Jared Isaacman, CEO da Shift4 Payments, com mais três companheiros. A viagem foi concebida por Isaacman para aumentar a conscientização das pessoas em prol de causas sociais. Além de financiar o voo, o empresário irá doar US$ 100 milhões para um importante centro de tratamento de câncer pediátrico. Nenhum deles é astronauta e ficarão três dias dando voltas ao redor da Terra. O alvo da Inspiration4 é alcançar uma altitude de 575 quilômetros, além das órbitas da Estação Espacial Internacional. (CNN Brasil)

Em mais uma investigação do ‘Wall Street Journal’ sobre o Facebook publicada nesta quarta-feira, uma mudança de algoritmo da rede social anunciada em janeiro de 2018 aumentou a desinformação, a violência e os conteúdos agressivos na rede social. De acordo com documentos obtidos pela publicação americana, os funcionários do Facebook já estavam cientes de que os efeitos da mudança estavam sendo contrários ao esperado, mas a empresa teria resistido a resolver o problema. Uma pesquisa interna teria registrado que conteúdos tóxicos, violentos e de desinformação eram muito comuns entre os compartilhamentos. (Wall Street Journal)

E o WhatsApp está testando um novo recurso que permite a busca e listagem de comércios nas proximidades dos usuários. A novidade ficará disponível dentro do próprio aplicativo e por enquanto está disponível apenas na cidade de São Paulo. (CNN Brasil)

Deixe um comentário

Estamos felizes por você ter optado por deixar um comentário. Lembre-se de que os comentários são moderados de acordo com nossa política de comentários.