Ouça agora na Rádio

Ele fica: Técnico Tcheco renova com Cascavel e segue no comando da Serpente Aurinegra para temporada 2022

Assessoria

Postado em 29/10/2021 por

Compartilhe agora

Juntos Tcheco e Zé disputaram em 2021 ao todo 35 partidas, com 16 vitórias, 16 empates e apenas 3 derrotas no ano

No dia 22 de dezembro de 2020, o torcedor da Serpente Aurinegra ganhou um belo presente de natal, mas ainda não sabia muito bem o que era. Para aqueles que não lembram, está foi a data onde Anderson Simas Luciano, mais conhecido no futebol como Tcheco, assinava com o Futebol Clube Cascavel para junto do seu auxiliar técnico José Luiz Fonseca comandar a Serpente Aurinegra na temporada 2021, que viria a ser a melhor da história do clube.

E na contramão do ditado popular que diz que tudo que é bom dura pouco, nesta sexta-feira (29), a diretoria do FC Cascavel confirmou a permanência do técnico Tcheco e de seu auxiliar. Ambos acertaram com a Serpente Aurinegra até o fim da temporada de 2022. “Todo profissional quando faz um bom trabalho sempre será procurado, isso faz parte de qualquer profissão. No meu caso recusar alguns convites e permanecer no Cascavel é para seguir junto com o projeto e planejamento que o clube tem. O clube oferece todas as condições de trabalho, iremos manter uma base do elenco, isso é muito importante. Mas acima de tudo quero participar de forma efetiva de um projeto ambicioso, eu acredito nele. Por isso a permanência de mais um ano em um clube que me recebeu de braços abertos”. Disse o treinador.

Com os trabalhos de pré-temporada iniciados no dia 13 de janeiro deste ano, a história do Cascavel, com Tcheco e Zé Luiz começou a ser escrita. O primeiro capítulo o torcedor lembra bem, um início com seis jogos de invencibilidade, 5 pelo Campeonato Paranaense e mais um vencido pelo placar de 2×1 de virada sobre o Figueirense na primeira fase da Copa do Brasil, competição essa em que o Cascavel participava pela primeira vez. “Temos como um dos objetivos buscar alcançar a façanha de ir mais longe na Copa do Brasil. Acho que é possível, provamos isso este ano. Será um grande desafio, maior do que fizemos nesta temporada. Isso move a gente, os desafios, a paixão pelo futebol. Creio que podemos fazer uma temporada tão boa quanto essa de agora”.

Disputando pelo segundo ano consecutivo o Campeonato Brasileiro da Série D, o time da Serpente Aurinegra também fez outra bela campanha sobre o comando do técnico e liderou seu grupo durante boa parte da competição nacional, se classificando para o primeiro mata-mata. “Essa segunda temporada vai ter uma cobrança maior, o desafio também se torna maior. Muito por conta do que apresentamos em 2021, a cobrança vai existir, estamos cientes disto e tem que haver mesmo essa pressão, por que apresentamos coisas boas. Mas entendo e sei que temos condições de chegar aos objetivos. Seja novamente a uma final de paranaense, ou nosso maior desejo que é o acesso para a Série C do Brasileiro, que é tão sonhado pela diretoria, torcedor e pelo nosso presidente”.

Pelo Campeonato Paranaense o time do Cascavel conquistou o vice-campeonato de forma invicta, sendo eliminado nos pênaltis. Só na competição estadual foram 8 vitórias, 9 empates e nenhuma derrota. “A permanência da base dos jogadores ela é muito importante, ano a após ano isso pode ser visto que é um fato que contribui. Quando o Marcelo Caranhato saiu uma base permaneceu, trouxemos alguns atletas que encaixaram bem com os que tinha ficado. Para o ano que vem entendemos que podemos ganhar muito com quem chega aliada a base mantida. Isso é um dos pontos fortes do planejamento do FC Cascavel. Infelizmente alguns jogadores estão de saída, outros vão chegar e isso faz parte da nossa profissão. O mais importante é continuar o trabalho que vem sendo feito pela diretoria”.

Se a temporada de 2021 já havia sido histórica para o time de Cascavel, a de 2022 sob o comando de Tcheco foi ainda melhor. A frente da equipe de Cascavel durante a temporada o professor comandou o time em 30 oportunidades. Em sua ausência seu auxiliar Zé Luiz também se mostrou apto para comandar o time. Juntos Tcheco e Zé disputaram em 2021 ao todo 35 partidas, com 16 vitórias, 16 empates e apenas 3 derrotas no ano.

Outro feito dos comandados por ele foi a sequência de 22 jogos invicto que o time do Cascavel conseguiu manter durante boa parte desta temporada. Com um sistema de jogo ofensivo Tcheco, Zé Luiz e seus atletas fizeram do Cascavel um time em evidencia no cenário do futebol Paranaense e também brasileiro. Além deste número o time da Serpente Aurinegra também garantiu as vagas para o Brasileirão da Série D e Copa do Brasil de 2022. “O torcedor pode esperar uma equipe sempre aguerrida, com muita vontade, que luta e tem determinação. Essa foi nossa cara na última temporada e não vamos abrir mão disto para 2022. Queremos aliar a isso um bom futebol, com qualidade e entendemos que a presença do público vai ser muito importante. O nosso mando de campo fez muita diferença este ano e agora com a liberação do torcedor tenho certeza que será uma pressão maior para o adversário. Os torcedores vão incentivar nossa equipe, é um clima diferente com a presença deles”.

Sobre a sua renovação de contrato o treinado disse qual o sentimento de poder dar continuidade no trabalho realizado até aqui. “Muito feliz de ter renovado juntamente com o Zé Luiz que é meu auxiliar. Nos sentimos honrado em um mundo que as trocas de treinadores são dinâmicas no futebol. A gente está tendo a possibilidade de dar sequência a um trabalho que é muito importante. Vamos dar tudo de nós, entrega, luta e trabalho para alcançar os nossos objetivos e do clube”.

O presidente do Cascavel, Valdinei Silva falou sobre a permanência do treinador e quais as expectativas da diretoria para a próxima temporada. “O Tcheco fez um grande trabalho e nós da diretoria do Cascavel acreditamos na continuidade. Por isso, oferecemos a renovação de contrato que vale até o fim desta temporada que está por vir. Mesmo com boas propostas ele optou por ficar, esperamos e desejamos que ele e toda sua comissão tenha o mesmo sucesso. E que as experiencias de 2021 possam contribuir para o amadurecimento do time como um todo, e que os resultados de 2022 possam ser melhores do que os deste ano”.

Zé Luiz, auxiliar técnico de Tcheco também disse qual o sentimento de permanecer no clube e da importância da continuidade do trabalho. “Muito feliz com essa oportunidade, agradeço a confiança da diretoria e todos que acreditam no nosso trabalho. Continuidade sempre é bom, temos nossas ideias e convicções, claro que aprendemos várias coisas neste ano e isso sempre tem que existir. Estamos em constante evolução e permanecer é muito importante para nós e para o clube. A troca de treinadores não é benéfica para nenhum dos lados. Estamos motivados e confiantes de que o trabalho de 2022 pode ser melhor do que já fizemos”.

Assessoria

Deixe um comentário

Estamos felizes por você ter optado por deixar um comentário. Lembre-se de que os comentários são moderados de acordo com nossa política de comentários.