Ouça agora na Rádio

Quaest: Rejeição a Bolsonaro cai mas Lula ganharia no 1º turno

Divulgação

Postado em 08/12/2021 por

Compartilhe agora

O ex-ministro Sérgio Moro (Podemos), que havia sido incluído na pesquisa anterior, passou de 8% para 11%, mas seu adversário direto, Bolsonaro, teve crescimento igual, de 21% para 24%

A nova rodada da pesquisa Genial+Quaest (íntegra em pdf), divulgada conforme o Meio fechava, traz uma boa notícia e uma má notícia para o presidente Jair Bolsonaro (PL). A boa é que a reprovação a seu trabalho teve uma queda acentuada, com a avaliação negativa caindo de 56% em novembro para 50%, fora da margem de erro de dois pontos. A visão positiva do governo passou de 19% para 21%. À exceção do Nordeste, a queda na reprovação foi verificada em todas as regiões e estratos sociais, embora a visão negativa ainda seja predominante. A má notícia para Bolsonaro é que, se as eleições de 2022 fossem hoje, o ex-presidente Lula (PT) seria eleito no primeiro turno em todos os cenários apresentados, pois suas intenções de votos são maiores que a somas das de seus adversários, variando de 46% a 48%. O ex-ministro Sérgio Moro (Podemos), que havia sido incluído na pesquisa anterior, passou de 8% para 11%, mas seu adversário direto, Bolsonaro, teve crescimento igual, de 21% para 24%. Nas simulações de segundo turno, Lula também leva vantagem: 55% a 31% contra Bolsonaro, 53% a 29% contra Moro e 54% a 21% contra Ciro Gomes (PDT). Outra má notícia para Bolsonaro identificada pela pesquisa é a rejeição: 64% dos eleitores dizem que não votariam nele. Moro vem em seguida, com 61%. Lula aparece em quinto, com 43%. E para ajudar a pautar os candidatos, a economia, em especial o desemprego, é o tema que mais preocupa dos eleitores. A fome e o crescimento da miséria também aparecem em destaque.

Os presidentes do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), e da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), anunciaram ontem um acordo para fatiar a PEC dos precatórios. Eles pretendem promulgar hoje apenas dois trechos. Um é o artigo que muda a forma de correção do teto de gastos para que a nova regra comece a valer ainda neste ano. O outro é o que adia pagamento de precatórios. Desta forma, conseguem liberar recursos para lançar o Auxílio Brasil no valor de R$ 400. O restante da PEC, que foi modificada pelos senadores, vai seguir a tramitação normal na Câmara. (Metrópoles)

O Ministério Público Federal pediu ontem o arquivamento da ação contra o ex-presidente Lula (PT) por lavagem de dinheiro e corrupção no caso do tríplex do Guarujá. A procuradora Márcia Brandão Zollinger reconheceu a prescrição do processo, uma vez que as provas coletadas pela Lava-Jato de Curitiba foram anuladas pelo STF. Uma nova ação teria de começar do zero. Lula, por ter mais de 70 anos, também tem direito a prazos menores para prescrições. (UOL)

Enquanto isso… A Justiça Federal do DF anulou nesta terça-feira o processo que condenou o ex-presidente da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha (MDB-RJ) a 24 anos de prisão por lavagem de dinheiro, corrupção ativa e violação de sigilo funcional. O caso foi enviado para a Justiça Eleitoral. Cunha tem ainda uma condenação a 15 anos de prisão por corrupção e lavagem de dinheiro e segue inelegível por ter sido cassado pela Câmara em 2016. (Folha)

A briga continua fora das cortes. Após conseguir a filiação do ex-ministro Sérgio Moro, o Podemos entrou em campanha para montar uma “bancada da Lava Jato”, com a filiação ainda este mês do ex-coordenador da força-tarefa de Curitiba, Deltan Dallagnol, que deve concorrer a uma vaga na Câmara pelo Paraná. Também estão na mira do partido o ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot e delegados da Polícia Federal. O objetivo é reforçar o discurso anticorrupção de Moro na campanha do ano que vem. (Estadão)

Meio em vídeo. O Conversas com o Meio desta semana traz José Cesar Martins, sociólogo, empreendedor e investidor. Ele é coordenador do Derrubando Muros, grupo apartidário que visa criar um projeto para um Brasil melhor, reunindo políticos dos mais diversos partidos, economistas, empresários, ativistas, cientistas políticos — incluindo os maiores especialistas brasileiros em áreas-chaves. Ele explica como coordena as conversas e lista em quais preocupações um novo governo precisaria mirar a partir de 2023. (YouTube)

 Polícia Federal alertou o STF sobre os riscos de interferência do Ministério da Justiça no processo de extradição do blogueiro bolsonarista Allan dos Santos. Foragido nos EUA, ele teve a prisão decretada pelo ministro Alexandre Moraes nos inquéritos das milícias digitais e das fake news. Em documento enviado ao Supremo, a delegada federal Denise Ribeiro diz que o Secretário Nacional de Justiça, José Vicente Santini, teria pedido acesso a documentos restritos sobre o caso e tentado se incluir como “instância de decisão” no processo. (CNN Brasil)

Radar: “Em depoimento à PF no dia 19 de novembro, Santini, aliado de primeira hora da família Bolsonaro, admitiu ter atuado para obter ‘informações gerais’ do processo de extradição do blogueiro, mesmo sem ser de sua atribuição o tema nem poder recebê-las de modo oficial.” (Veja)

Após mobilização digital — e talvez uso de bots —, o presidente Jair Bolsonaro venceu a enquete online que a revista Time faz para que seus leitores digam quem foi a pessoa mais marcante, positiva ou negativamente, do ano. Esta votação nada tem a ver com a escolha da Pessoa do Ano, feita pelos editores da publicação, e que será divulgada no dia 13. Bolsonaro recebeu 24% dos nove milhões de votos, batendo até o ex-presidente americano Donald Trump, que ficou em segundo, com 9%. Resta saber se aceitará o resultado. A votação foi online, sem comprovante impresso. (Time)

Numa tensa reunião virtual, o presidente americano Joe Biden disse ao colega russo Vladimir Putin que seu país adotará “fortes medidas econômicas” caso a Rússia invada a Ucrânia, como preveem serviços de inteligência dos EUA. Putin, por sua vez, reclamou da expansão da Otan em direção às fronteiras russas através do governo ucraniano. (g1)

Com a assinatura básica do Meio, você já tem o noticiário essencial do dia a dia. A assinatura Premium é para quem leva se informar a sério. Nas edições diárias, uma exclusiva editoria de economia. Aos sábados, aprofundamos nos temas da semana, com contexto e história. E, ao longo do dia, o Monitor, nossa ferramenta de curadoria, reúne num só ponto o jornalismo dos principais veículos. Assine. Informação é sempre um bom investimento.

Transforme a experiência do seu time

A busca pelo desenvolvimento pessoal é uma ótima oportunidade de trabalhar as nossas habilidades, competências e talentos e potencializá-los ao máximo. Esse processo está ligado a uma melhor qualidade de vida, aumento das capacidades individuais e realização, mas também pode ser significativo para a carreira profissional. Para as empresas, incentivar o desenvolvimento pessoal dos colaboradores também é fundamental, pois além do bem-estar, pode resultar em entregas de alto desempenho. Veja algumas dicas valiosas de como trabalhar o seu desenvolvimento pessoal e aperfeiçoá-lo.

A transformação digital acelerada com a pandemia exigiu que grupos de diversas áreas focassem em programas de treinamento para funcionários. Uma pesquisa da Amazon Web Services (AWS) ouviu 16 mil trabalhadores em 12 países e revelou que 85% das pessoas sentem a necessidade de se atualizar com as mudanças de seus empregos. O estudo também diz que dois em cada três trabalhadores podem ficar desatualizados pela lentidão em obter qualificação digital, cujas habilidades não são apenas da área da tecnologia. (Estadão)

Nos últimos anos, os psicólogos que estudam a arte da conversação identificaram muitas das barreiras existentes no caminho para a conexão mais profunda e as formas de removê-las. Confira cinco hábitos para conversar melhor e aprimorar suas relações. (BBC News Brasil)

Viver

Contrariando a recomendação da Anvisa, o governo federal decidiu não exigir comprovante de vacinação para estrangeiros que entrem no Brasil. Em vez disso, os turistas terão de cumprir quarentena de cinco dias e apresentar teste negativo. Ao justificar a medida, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, citou o presidente Jair Bolsonaro: “Às vezes é melhor perder a vida que perder a liberdade”. Especialmente quando é a vida dos outros. (Metrópoles)

Para complementar, o governador do Rio, Cláudio Castro (PL), confirmou a tradicional queima de fogos no Réveillon de Copacabana, embora os shows continuem cancelados. A fim de evitar aglomerações, a prefeitura proibiu estacionamento na orla e não montou esquemas especiais de transporte público para o dia 31. (Extra)

O governo federal editou ontem Medida Provisória (MP) alterando as regras do ProUni, sistema que, desde 2005, financia o acesso a faculdades particulares de estudantes de baixa renda. Pelas novas regras, alunos de escolas particulares não bolsistas também terão acesso aos recursos e os critérios de comprovação de renda ficam mais frouxos. Para a diretora do Centro de Excelência e Inovação em Políticas Educacionais da Fundação Getulio Vargas (FGV), Cláudia Costin, a mudança atende ao lobby das instituições privadas de ensino. Com a pandemia, um número expressivo de vagas do ProUni, uma das maiores fontes de lucro das faculdades particulares, ficou ocioso.  (Globo)

Enquanto isso… A Polícia Federal está investigando um suposto superfaturamento de até R$ 130 milhões na impressão de provas do Enem entre 2010 e 2019. Funcionários do Inep teriam recebido vantagens indevidas em contratos com a multinacional RR Donnelley e a gráfica Valid, que nega irregularidades. (g1)

A Câmara chilena aprovou ontem, em caráter definitivo, um projeto de lei que legaliza o casamento civil entre pessoas do mesmo sexo. A união estável já era reconhecida desde 2015, mas a nova lei estende a essas famílias os mesmos direitos dos casais heterossexuais, incluindo adoção de crianças. O projeto vai à sanção do presidente Sebastián Piñera, que já manifestou seu apoio. (Poder360)

Cultura

O fim do ano está chegando e, com ele, duas polêmicas que já viraram tradição: passas no arroz e o especial de Natal da Porta dos Fundos. Com estreia prevista para o dia 15 na plataforma de streaming Paramount+Te Prego Lá Fora é uma animação, ao contrário das edições anteriores, e narra as agruras do adolescente Jesus no Ensino Médio da Galileia. Numa cena do teaser divulgado pela produtora, o Messias é levado pelo amigo Lázaro a um bordel, onde não esconde o constrangimento. Como ocorre todo ano, grupos conservadores já manifestaram seu descontentamento. Na Assembleia Legislativa da Bahia, a deputada Talita Oliveira (PSL) apresentou um pedido de moção de repúdio ao especial. (Globo)

“Nunca li algo tão poderoso e comovente desde a Bíblia. E, além disso, é muito mais engraçado!” Essa curta e apaixonada resenha de All About Me! (Tudo Sobre Mim), autobiografia do comediante, roteirista e cineasta americano Mel Brooks, é assinada por ninguém menos que o próprio Mel Brooks, mostrando que, aos 95 anos, seu humor continua afiadíssimo. No livro, ele lembra a infância na Grande Depressão, o casamento com a atriz Anne Bancroft (1931-2005) e a consagração com filmes completamente sem freio, como Primavera Para Hitler (trailer), de 1967, Jovem Frankenstein (trailer) e Banzé no Oeste (trailer), ambos de 1974. (Estadão)

O cinema brasileiro perdeu ontem parte de sua identidade com a morte, aos 84 anos, do ilustrador José Luiz Benício. Ao longo de seis décadas, seu traço hiper-realista ilustrou capas de livros, revistas, discos, anúncios e até campanhas políticas, mas foi nos cartazes para filmes que fez sua merecida fama. São dele, por exemplo, os pôsteres de filmes como A Super Fêmea, estrelado por Vera Fischer em 1973, e o antológico Dona Flor e Seus Dois Maridos, de 1976. (Folha)

Cotidiano Digital

Fundada por Elon Musk em 2016, a empresa Neuralink está desenvolvendo chips de estímulo e monitoramento para implantar em cérebros humanos. O objetivo da tecnologia é contribuir para aplicações médicas, como distúrbios neurológicos e tratamento de lesões graves. Em entrevista ao Wall Street Journal, durante o evento CEO Council Summit, Musk afirmou que a previsão de início da implantação de chips deve ocorrer em 2022. “A Neuralink está obtendo bons resultados em macacos. Estamos fazendo muitos testes e confirmando que é uma tecnologia segura e confiável e que pode ser removida sem problemas”, disse o executivo. (Wall Street Journal)

immy Wales, cofundador da Wikipédia, vai leiloar a primeira edição feita na história da enciclopédia online como um NFT, um token não fungível. A página com a frase “Olá, mundo!”, que instalou o site em um servidor no dia 15 de janeiro de 2001, está à venda no site de leilões Christie’s até o dia 15 deste mês. Wales também está leiloando o iMac rosa que usou para publicar a página. (g1)

Meio em vídeo. Sabe aquele dia que os robôs iam dominar o mundo? Está chegando. Pedro Doria e Cora Rónai debatem os excessos da Inteligência Artificial. (YouTube)

Deixe um comentário

Estamos felizes por você ter optado por deixar um comentário. Lembre-se de que os comentários são moderados de acordo com nossa política de comentários.