Ouça agora na Rádio

PGR vai investigar apologia do nazismo no podcast Flow

Divulgação

Postado em 09/02/2022 por

Compartilhe agora

 Diante das reações, ele foi excluído do podcast e da sociedade na empresa que o produz

O procurador-geral da República, Augusto Aras, mandou ontem que seja aberta uma investigação por apologia ao nazismo contra o deputado Kim Kataguiri (DEM-SP) e o youtuber Bruno Aiub, o Monark, até ontem apresentador do podcast Flow. Durante uma entrevista com a deputada Tabata Amaral (PSB-SP), Monark defendeu a criação de um Partido Nazista “reconhecido por lei” e o direito de ser “antijudeu”. Tabata reagiu, lembrando as atrocidades cometidas pelo nazismo. Kataguiri, que também participava da entrevista, sugeriu ter sido um erro a Alemanha criminalizar o nazismo após a Segunda Guerra. Em seu argumento, o deputado A declaração de Monark provocou revolta entre patrocinadores do podcast e antigos entrevistados, além de protestos de entidades de direitos humanos. Mais tarde, ele publicou um vídeo pedindo desculpas e admitindo que estava bêbado durante o programa. Diante das reações, ele foi excluído do podcast e da sociedade na empresa que o produz. (UOL)

Após a repercussão, Kataguiri se alongou em sua posição — “Muito melhor expor a crueldade dessa ideologia nefasta para que todos vejam o quanto ela é absurda. Sufocar o debate só faz com que grupos extremistas cresçam na escuridão e não sejam devidamente combatidos e rechaçados”, disse. (Twitter)

Pois é… No Flow, um dos mais populares podcasts brasileiros, o impacto foi grande. Pelo menos 29 episódios antigos foram retirados do ar. Entre eles estavam entrevistas do cantor Lucas Silveira, do youtuber Felipe Castanhari e da analista política Gabriela Prioli, que pediram a remoção de suas participações. Nas redes sociais, os ministros do STF Gilmar Mendes e Alexandre de Moraes lembraram que a apologia ao nazismo é crime no Brasil. (Metrópoles)

Sobre a alegação de Monark de que estava bêbado, Marcos Nogueira, do blog Cozinha Bruta, foi cirúrgico: “Parem de culpar a cachaça pela maldade dos homens”. (Folha)

Nem todas as vozes foram de condenação. No programa Jovem Pan News, o ex-BBB e comentarista Ardilles Jorge fez uma defesa enfática de Monark e, ao ser interrompido pelo apresentador William Travassos, ergueu o braço como numa saudação nazista. No vídeo é possível ouvir Travassos, seu rosto tenso, dizendo “surreal, Ardilles”. De sua parte, o comentarista ria. (Rádio Jornal)

Meio em vídeo. A internet democratizou tipos de discursos que antes não tinham vozes. Pessoas, das mais diversas classes sociais, puderam expor suas opiniões sobre assuntos que entendiam ou não. Porém, a democratização da internet trouxe à tona discursos tóxicos e de ódio. O jornalista Millôr Fernandes dizia que “não se amplia a voz dos imbecis”, mas será que isso vale para a internet? Pedro Doria e Cora Rónai respondem. (YouTube)

Vencedor das prévias do PSDB, mas estagnado nas pesquisas eleitorais, o governador de São Paulo, João Doria, enfrenta uma rebelião de nomes tradicionais da legenda. (Estadão)

Parte desse grupo se reuniu em Brasília, na casa do ex-ministro Pimenta da Veiga, e defendeu a desistência de Doria. Entre as alternativas estariam o apoio à candidatura da senadora Simone Tebet (MDB), que aparece atrás de Doria nas pesquisas, ou o lançamento do governador gaúcho Eduardo Leite, derrotado nas prévias, por outro partido. De acordo com Lauro Jardim, cogita-se não homologar a chapa tucana durante a convenção, em julho, se o candidato não tiver decolado nas pesquisas. (Globo)

Diante do impasse entre o PT e PSB em torno da disputa pelo governo paulista, o PV convidou o ex-governador Geraldo Alckmin a se filiar à legenda e ser vice na chapa do ex-presidente Lula, conta Monica Bergamo. Além de se cacifarem na futura federação com o PT e outros partidos de esquerda, os Verdes buscam atrair aliados do ex-tucano. (Folha)

Enquanto isso… Lula teve esta semana um novo encontro com o presidente nacional do PSD, Gilberto Kassab, em busca de apoio já no primeiro turno. O clima foi cordial, mas Kassab reforçou o compromisso com a candidatura do presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (MG), que a cada dia parece menos entusiasmado com a ideia. (Folha)

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) aprovou ontem, por unanimidade, a fusão do PSL e do DEM no União Brasil. O novo partido nasce com a maior bancada do Congresso, com 81 deputados e sete senadores, e a maior fatia do fundo eleitoral, cerca de R$ 1 bilhão. Mas esse número de parlamentares deve diminuir logo, com o êxodo, por exemplo, da ala bolsonarista do PSL. A fusão ou criação de um novo partido é um dos casos em que a Justiça Eleitoral permite a desfiliação de ocupantes de cargos proporcionais (deputados federais e estaduais e vereadores) sem perda do mandato. (CNN Brasil)

O ministro do STF Alexandre Moraes autorizou ontem que o compartilhamento das provas obtidas pela PF na investigação sobre o vazamento pelo presidente Jair Bolsonaro de uma investigação sigilosa com a equipe também da PF que apura a ação de uma milícia digital contra as instituições democráticas. Caberá aos investigadores decidirem se incluem ou não o presidente no segundo inquérito. (UOL)

Meio em vídeo. Na semana passada, o ministro do STF Luís Roberto Barroso disse que a ex-presidente Dilma Rousseff sofreu impeachment não por conta das pedaladas fiscais, mas por perda de apoio político. No Conversas com o Meio dessa semana entrevistamos o cientista político João Villaverde, da FGV de São Paulo, que pesquisa e escreve sobre o processo de impeachment e como ele se dá por aqui. O que se tentou contra Vargas e o que se conseguiu contra Fernando Collor e Dilma. O que eles têm em comum? O que eles têm de diferente? Afinal, o que é impeachment no Brasil? (YouTube)

Todo assinante premium recebe as edições de Sábado. São o melhor que fazemos: histórias bem contadas que iluminam um tema da semana. Quem assina tem acesso a todas as edições passadas, pelo site. Além disso, em um tempo no qual a publicidade está em crise, são os assinantes premium que nos sustentam. Precisamos muito desta ajuda. E agradecemos demais a todos que podem pingar sua contribuição. Até por que, cá entre nós, são R$ 10 por mês. Assine.

Viver

Por conta da variante ômicron e do descaso com a imunização, o número de mortes por covid-19 no Brasil voltou ao patamar de cinco meses atrás. Foram registrados ontem 1.174 óbitos, o maior número desde o dia 10 de agosto de 2021. A média móvel de 823, a maior desde 17 de agosto, apresentou alta de 123% em relação ao período anterior. Segundo as secretarias de Saúde de Amazonas, Minas Gerais e São Paulo, a maioria das vítimas na atual onda da pandemia e de pessoas que não se vacinaram ou não completaram a imunização. (g1)

A situação das UTIs para covid-19 é considerada crítica, com ocupação acima de 80%, em oito estados e no Distrito Federal. O pior cenário é em Rondônia, que tem 92% de seus leitos de tratamento intensivo ocupados. (Folha)

Enquanto isso… A Johnson & Johnson suspendeu temporariamente a produção da vacina Janssen contra covid-19. A única fábrica que produz o imunizante, na cidade holandesa de Leiden, estaria focada no desenvolvimento de outros produtos mais lucrativos. A empresa afirma ter estoques para garantir a entrega da vacina, que é aplicada em dose única. O Brasil tem 32 milhões de doses da Janssen paradas em um depósito do Ministério da Saúde em Guarulhos (SP). (Poder360)

O ministro da Justiça, Anderson Torres, quer que o presidente Jair Bolsonaro edite uma Medida Provisória anistiando os donos de armamento irregular, revela o Painel. Antiga reivindicação da Bancada da Bala, a MP permitiria a esses proprietários legalizar as armas sem multa ou punição. Torres argumenta que isso permitiria saber quais são e onde estão essas armas. Uma anistia semelhante foi concedida entre 2004 e 2005, mas para que as armas fossem entregues e destruídas, não legalizadas. (Folha)

 Papa emérito Bento XVI divulgou ontem uma carta pedindo perdão por “erros graves” no gerenciamento de casos de abuso sexual, mas voltou a negar acobertamento ou má-fé. No início do ano, um relatório apontou que, quando era o cardeal Joseph Ratzinger, arcebispo de Munique, ele tomou conhecimento de acusações de uma série de abusos cometidos por um padre, mas não o puniu. Dias depois, Bento XVI admitiu ter estado em uma reunião na qual o assunto foi tratado, após haver declarado em depoimento que não estivera no encontro. (Poder360)

O Palmeiras conquistou ontem uma vaga na final do Mundial de clubes ao vencer Al Ahly, do Egito, por 2 a 0, em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes Unidos. A final será no sábado, às 13h30, contra o inglês Chelsea. Ok, tudo bem, contra o vencedor de Chelsea x Al Hilal, da Arábia Saudita, que se enfrentam hoje. (Globo Esporte)

Cultura

Conforme vinha ameaçando desde o início do ano, o governo federal formalizou ontem mudanças nas regras de financiamento a projetos culturais através de Lei Rouanet, criada em 1991. Entre outras alterações, o valor máximo que pode ser captado por empresa caiu de R$ 10 milhões para R$ 6 milhões. Esse também é o limite máximo para captação por projeto, e somente em casos especiais, como concertos sinfônicos, museus de memória e outros. Também foi reduzido de R$ 45 mil para R$ 3 mil o valor máximo de cachês por apresentação para artistas solo. Criada em 1991, a Lei Rouanet permite que, após ter o projeto aprovado pelo governo, produtores culturais captem recursos com pessoas físicas e empresas, que, em troca, têm descontos no Imposto de Renda. (g1)

A OAB anunciou que vai analisar as novas mudanças na Lei Rouanet e pode incluí-las numa ação impetrada no STF em dezembro do ano passado contra atos do governo que podem provocar o desmonte das políticas de cultura. (Globo)

Ataque dos Cães (trailer), de Jane Campion, dominou a lista de indicados ao Oscar, divulgada ontem. O longa, produzido pela Netflix, concorre em 12 categorias, incluindo Melhor Filme, todos os prêmios de interpretação e Melhor Direção. Campion, que havia disputado a estatueta por O Piano, em 1993, tornou-se a primeira mulher cineasta a ser indicada duas vezes. Quem quebrou outra barreira na categoria foi Steven Spielberg. Concorrendo por Amor Sublime Amor (trailer) é o primeiro a ser indicado Melhor Diretor em seis décadas diferentes. Outro destaque é o filme dinamarquês Flee (trailer), vencedor do Sundance Festival, que concorre como animação, documentário e filme estrangeiro – uma combinação inédita. Duna (trailer) recebeu dez indicações, incluindo filme, direção e roteiro adaptado. E, claro, Kristen Stewart sacudiu de vez o passado de Crepúsculo com a indicação ao Oscar de Melhor Atriz por Spencer (trailer). (Globo)

Veja a lista completa dos indicados.

Confira onde assistir aos principais filmes que concorrem ao Oscar. A maioria já está no streaming. (Adoro Cinema)

E o Oscar também é música. As estrelas pop Beyoncé e Billie Elish receberam suas primeiras indicações por Melhor Canção Original. A primeira concorre com Be Alive (Spotify), do filme King Richard: Criando Campeãs; a segunda, com No Time to Die (Spotify), de 007 – Sem Tempo Para Morrer. (Omelete)

Julian Lennon é o cara. Conseguiu faturar US$ 158 mil (R$ 832 mil) vendendo objetos de seu pai, John Lennon (1940-1980), sem se desfazer de um único item. Tudo foi vendido em leilão como NFTs, incluindo as “versões digitais” de uma guitarra e um casaco do ex-Beatle. O item principal, que saiu por US$ 76,8 mil (R$ 404 mil), é uma animação em que a letra de Hey Jude (escrita para Julian por Paul McCartney) aparece numa folha de papel, com comentários do filho de Lennon. Perguntado se pensa em vender fisicamente algum item, Julian foi categórico: “Sem chance!” (Estadão)

Cotidiano Digital

Com a liberação da Anatel em janeiro para o fornecimento de internet da Starlink no Brasil, a operadora via satélite do bilionário Elon Musk divulgou os preços do serviço no país. A empresa promete uma rede de até 500 Mbps, sendo que a assinatura e os equipamentos já podem ser reservados e devem custar ao consumidor cerca de R$ 10 mil por ano, além da adição de impostos. A ideia da Starlink é que a tecnologia possa resolver o problema de conexão de internet principalmente em áreas rurais, onde a fibra óptica, por exemplo, tem dificuldades para chegar. O plano disponível oferece velocidades de download de 150 até 500 Mbps e vai custar R$ 530 por mês. Já o equipamento, adquirido à parte, sai por R$ 2.670. O frete também não está incluso. O projeto deve chegar ao Brasil em 2023. (Estadão)

O TikTok está trabalhando em maneiras de classificar e restringir vídeos por faixa etária. O objetivo é impedir que conteúdos adultos cheguem aos adolescentes que usam o aplicativo. A plataforma tem realizado testes para definir como o conteúdo classificado para adultos poderia ser bloqueado às contas usadas por jovens, seja pelo próprio usuário ou por seus pais e responsáveis. A companhia também tem sido criticada por postagens que promovem transtornos alimentares e anunciou que passará a banir postagens que fomentem conteúdo sobre o assunto. (g1)

Deixe um comentário

Estamos felizes por você ter optado por deixar um comentário. Lembre-se de que os comentários são moderados de acordo com nossa política de comentários.