Ouça agora na Rádio

Ucrânia quer denunciar Rússia por crimes de guerra

Assessoria

Postado em 10/03/2022 por

Compartilhe agora

A Rússia segue insistindo que ataca somente alvos militares na Ucrânia, mas o que o mundo viu ontem foi o bombardeio de um complexo com hospital infantil e maternidade na cidade portuária de Mariupol, uma das mais violentamente atingidas pelos ataques desde o início da invasão. Autoridades ucranianas disseram que pelo menos 17 pessoas ficaram feridas, entre funcionários e pacientes, mas nenhuma criança. De acordo com a prefeitura, pelo menos 1.170 civis já morreram na cidade desde o início da ofensiva russa. Em um vídeo falado parcialmente em russo, o presidente ucraniano Volodymyr Zelenski classificou o ataque como maligno e “a prova final de que há um genocídio em andamento no país”. O governo da Ucrânia criou um site na Internet para registrar violações de direitos humanos e o que classifica como crimes de guerra cometidos pelos russos. O material será encaminhado à Corte Europeia de Direitos Humanos e ao Tribunal Penal Internacional. (BBC)

A Organização Mundial da Saúde anunciou ter confirmado 18 ataques a instalações médicas e ambulâncias na Ucrânia, com dez mortos e 16 feridos. (Twitter)

O governo em Kiev confirmou que pelo menos 35 mil civis foram retirados das cidades mais afetadas através de corredores humanitários, mas centenas de milhares continuam em situação de risco. (Washington Post).

Zelenski voltou a pedir à Otan que estabeleça uma zona de exclusão aérea na Ucrânia, mas a ação direta da aliança militar está descartada. Em vez disso, o Reino Unido pretende enviar armamento antiaéreo para as forças armadas ucranianas. (Guardian)

É nesse clima que os ministros do Exterior de Rússia e Ucrânia se reúnem hoje na Turquia para tentar para tentar dar um fim ao conflito. É a primeira viagem ao exterior do ministro russo Sergei Lavrov desde o início da crise. O primeiro desafio da diplomacia turca é serenar os ânimos, uma semana após o ucraniano Dmytro Kuleba chamar Lavrov de “Ribbentrop dos dias atuais”. Joachin von Ribbentrop (1893-1946) foi o ministro do Exterior da Alemanha nazista, enforcado pelos aliados após a Segunda Guerra. (France 24)

Mas a Rússia fez também um aceno. A porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da Rússia, Maria Zakharova, disse que os objetivos da invasão não incluem derrubar o governo de Kiev nem ocupar a Ucrânia. (Globo)

Enquanto isso… Chegam hoje ao Brasil dois aviões da FAB trazendo 42 brasileiros, 20 ucranianos que têm parentes brasileiros e ainda cinco argentinos e um colombiano que deixaram a Ucrânia. (Jornal Nacional)

As direções nacionais de PT, PV e PCdoB anunciaram nesta quarta-feira um acordo para formar uma federação partidária, após quatro meses de negociação. Isso significa que os partidos vão disputar unidos todas as eleições de outubro e atuar como uma única legenda pelos próximos quatro anos. Por conta de divergências em pleitos estaduais, o PSB, que participou das negociações, não aderiu à federação, mas é dada como certa sua coligação com o PT na eleição presidencial, com o ex-governador Geraldo Alckmin sendo vice do ex-presidente Lula. (Folha)

Aliás… O PT decidiu mudar de estratégia e incluir a ex-presidente Dilma Rousseff na propaganda do partido na TV, embora a estrela dos spots continue sendo Lula. A avaliação do partido é que o governo dela será um dos principais alvos dos adversários na campanha e que é preferível antecipar esse debate. (Globo)

Enquanto isso… O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), comunicou oficialmente ao partido que não vai disputar a presidência da República este ano, conta Natuza Nery. Com isso, a expectativa é de que o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, derrotado nas prévias tucanas, deixe o PSDB na próxima semana e se filie ao PSD para concorrer à eleição. (g1)

 O ex-ministro Sérgio Moro (Podemos) e o MBL tentam conter os danos provocados pelas declarações machistas do deputado estadual paulista Arthur do Val (sem partido), até então candidato do partido e do grupo ao governo paulista. Substitui-lo, porém, é um problema. O MBL quer outro dos seus, o vereador Rubinho Nunes, enquanto o Podemos prefere sua presidente nacional, da deputada Renata Abreu (SP). (Folha)

O STF rejeitou, por seis votos, uma ação do PDT que pedia mudança no cálculo do tempo de inelegibilidade com base na Lei da Ficha Limpa. Os ministros Alexandre de Moraes, Cármen Lúcia, Edson Fachin, Rosa Weber, Ricardo Lewandowski e Luiz Fux votaram pelo não reconhecimento da ação, sem sequer entrar no mérito. A decisão é uma derrota para o ministro Nunes Marques, que atendeu, por liminar, à demanda do partido para que os oito anos de inelegibilidade por uma condenação fossem contados a partir do início da pena, não do final, como acontece hoje. (CNN Brasil)

Meio  errou. O presidente Jair Bolsonaro é filiado ao PL, não ao Podemos, como foi publicado na edição de ontem.

Economia não é só a cotação do dólar. Quem é assinante Premium do Meio lê, todos os dias, uma editoria exclusiva de economia e fica sabendo quais são os temas quentes do momento. Assine o Premium e descubra que economia não é um bicho de sete cabeças.

Embratel

Tech no próximo nível

Impulsionado pelo avanço tecnológico, o novo ecossistema criado pelo open banking, open finance e open insurance propõe uma verdadeira transformação nos serviços financeiros. Com isso, surgiram também as fintechs, que trazem soluções mais rápidas e mais baratas para seus clientes. Por outro lado, criou-se uma necessidade competitiva nas instituições tradicionais, que também precisam apostar em inovações para não perderem seus consumidores. Entenda como esse novo mercado financeiro coloca o cliente no centro das atenções.

Empresas que precisam investir na inovação de seu processo produtivo enfrentam um problema comum no Brasil. Sem financiamento público, as companhias esbarram em dificuldades como limites no teto do faturamento e burocracia nos programas para área. De acordo com a Confederação Nacional da Indústria (CNI), 89% das empresas tiveram de custear programas de pesquisa e desenvolvimento em razão da dificuldade em acessar recursos públicos voltados à área de inovação. (Pequenas Empresas & Grandes Negócios)

Todos os anos surgem tecnologias inovadoras. Por isso, o MIT Technology Review elabora anualmente uma lista dos próximos avanços que irão impactar o mundo, seja na forma como trabalhamos, acessamos a internet ou lidamos com a saúde. Entre elas, estão inovações que já estão sendo utilizadas e outras serão lançadas ou terão o seu uso intensificado, como tecnologias para o rastreamento de variantes da covid-19 e baterias de longa duração. Confira a lista com as 10 tecnologias mais inovadoras de 2022. (MIT Technology Review)

Viver

Pesquisadores do Instituto Pasteur, em Paris, identificaram uma nova cepa do sars-cov-2, causador da covid-19 que mistura traços das variantes delta e ômicron, responsáveis, respectivamente, pela segunda e a terceira ondas da pandemia. Embora a delta seja mais letal e ômicron mais contagiosa, os cientistas acreditam não haver grande risco, uma vez que a maioria da população já tem imunidade às duas variantes. (UOL)

No Brasil, a média móvel de mortes por covid-19 voltou a ficar acima de 500 após seis dias. Com os 652 óbitos registrados ontem, a média em sete dias ficou em 505, ainda com queda de 36% em relação ao período anterior. (g1)

Enquanto isso… O governo de São Paulo suspendeu ontem a obrigatoriedade do uso de máscaras em locais abertos, incluindo pátios de escolas, e autorizou estádios de futebol a terem lotação completa. A liberação em locais fechados deve ser avaliada no próximo dia 23. (Poder360)

Por via das dúvidas, pelo menos 51 das 69 universidades federais vão exigir comprovante de vacinação dos alunos para a retomada das aulas presenciais. Em dezembro, o MEC tentou proibir a exigência, mas a medida foi derrubada pelo STF por ferir a autonomia universitária. (g1)

Liderados por Caetano Veloso, um grupo de cantores, atores e representantes de ONGs e movimentos sociais fez um protesto ontem em Brasília contra um conjunto de projetos que desmonta a política ambiental brasileira. Entre as medidas criticadas estão a facilidade na liberação de agrotóxicos, a regularização de terras griladas e a mineração em reservas indígenas. Antes do ato em frente ao Congresso, os artistas se reuniram com ministros do STF e com o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG). (Folha)

Ignorando os protestos, a Câmara aprovou o pedido de urgência para o projeto que libera mineração em terras indígenas. O presidente da Casa, Arthur Lira (PP-PL), disse que vai criar um grupo de trabalho para estudar a proposta, que deve ser votada entre os dias 12 e 14 de abril. (g1)

Não foi só o presidente Jair Bolsonaro que tropeçou nas palavras ao homenagear na terça-feira o Dia Internacional da Mulher. Em evento do Conselho Nacional do Ministério Público, o procurador-geral da República, Augusto Aras, louvou a mulher por “ter o prazer de escolher a cor da unha que vai pintar” e “o sapato que vai calçar”. Diante da repercussão negativa, a PGR divulgou um vídeo em que Aras se diz mal compreendido. Segundo ele, sua fala queria dizer que a mulher pode assumir qualquer posto “sem abrir mão de sua feminilidade”. (g1)

Já investigado por homofobia, o ministro da Educação, pastor Milton Ribeiro, voltou à carga ontem contra a diversidade sexual, durante um evento sobre alimentação escolar. Segundo ele, “não tem esse negócio de ensinar ‘você nasceu homem, pode ser mulher’”. Ribeiro ainda completou: “Coisa errada se aprende na rua. Dentro da escola, a gente aprende o que é bom.” (Metrópoles)

Panelinha no Meio. Nada contra o pão com manteiga, mas o café da manhã merece um upgrade. Com polvilho doce, água, queijo meia cura e mel, tem-se uma tapioca rápida de fazer e deliciosa.

Cultura

Sem muitas chances, mas ainda na briga pelo Oscar de Melhor Filme, Belfast (trailer), do norte-irlandês Kenneth Branagh, é o principal destaque das estreias de hoje nos cinemas. Embora não seja explicitamente autobiográfico, o filme, rodado em preto e branco e ambientado em 1969, é inspirado nas lembranças de infância do diretor e do conflito entre católicos e protestantes na capital da Irlanda do Norte. Outra boa pedida é Esse Fim de Semana (trailer), da argentina Mara Pescio, que conta a história de Clara, uma mulher que volta à cidade natal para conhecer a filha. A terceira estreia que merece atenção é o drama alemão Fabian: O Mundo Está Acabando (trailer), ambientado na Berlim de 1931.

Confira a programação completa dos cinemas na sua cidade. (Adoro Cinema)

Uma das principais apostas da Disney+ para este ano, a série Star Wars: Obi Wan Kenobi teve divulgado ontem seu primeiro teaser (YouTube). Ewan McGregor retoma o papel do mestre Jedi encarregado de acompanhar à distância a infância de Luke Skywalker, enquanto o Império consolida seu poder. A série, que se passa entre a prequência e a trilogia original, tem estreia prevista para 25 de maio. (Omelete)

O escritor gaúcho Paulo Scott está entre os finalistas deste ano no Booker Prize, um dos mais respeitados prêmios internacionais de literatura. Ele concorre com seu livro Marrom e Amarelo, que recebeu nos EUA o título Phenotypes. (Guardian)

Cotidiano Digital

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, lançou um projeto para a criação do “dólar digital”. Em decreto assinado ontem, o presidente pede ao Departamento do Tesouro que envie um relatório sobre o “futuro da moeda” em seis meses, detalhando as vantagens e desvantagens da eventual criação de uma moeda digital emitida pelo Banco Central. Com isso, Biden quer detalhes sobre as consequências dessa ideia sobre os sistemas financeiro e de pagamentos, crescimento econômico e segurança. (The Guardian)

O Facebook apresentou ontem novas ferramentas para combater a desinformação nos grupos da rede social, incluindo o uso de inteligência artificial para bloquear publicações com dados falsos. Os recursos poderão ser ativados por administradores de grupos. (g1)

Enquanto isso, o Twitter lançou uma versão do site para o Tor, navegador focado em privacidade de código aberto para navegação anônima e segura na internet. Na prática, a novidade permite que usuários acessem o Twitter em qualquer país, mesmo naqueles que estiverem bloqueando o acesso, como a Rússia. (Gizmodo)

E a Sony anunciou ontem que suspendeu as vendas de PlayStation na Rússia. A empresa cancelou todos os embarques de software e hardware no país, bem como o lançamento do Gran Turismo 7. A PlayStation Store também não estará mais disponível na Rússia. (CNBC)

Deixe um comentário

Estamos felizes por você ter optado por deixar um comentário. Lembre-se de que os comentários são moderados de acordo com nossa política de comentários.